Você tem Disbiose Intestinal?

Por Nutri Marina Medeiros

Atenção se você tem alguns dos sintomas relacionados com Disbiose Intestinal: Ganho de peso; Dificuldade de emagrecer; Alergias; Enxaquecas; Dores musculares e articulares; Excesso de gases, estufamento e abdomen distendido; Prisão de ventre (obstipação intestinal) ou diarreias frequentes; Fungos na pele, unhas, Candidíase de repetição; Dores de cabeça, náuseas, cansaço; Ansiedade e distúrbios de humor; Queda de cabelo, unhas fracas e estriadas, entre outros.

Considerado como um órgão inteligente, quando é saudável, tem a capacidade de selecionar os nutrientes necessários ao nosso corpo e impedir a absorção dos seus agressores. Para esse funcionamento saudável é importante manter a integridade da parede intestinal através das bactérias da microbiota (constituída por trilhões de bactérias).

Você sabia que 1,5 a 2,0 kg do seu peso são bactérias intestinais?  Existem as bactérias PRÓBIÓTICAS, que formam um “exército do bem” (entre elas, estão os famosos lactobacilos). E as patogênicas, que formam um “exército do mal” (bactérias e fungos nocivos ao organismo). Esses “exércitos” convivem no nosso intestino em constante disputa por espaço e alimento, e aqui entram as FIBRAS PREBIÓTICAS, necessárias para alimentar o “exército do bem” que defendem nosso organismo.

Quando a maior parte das bactérias são nocivas isso acaba causando a chamada DISBIOSE INTESTINAL e afetando as funções do intestino, afetando assim nossa saúde física, mental e emocional.

O que fazer para que o “exército do bem” vença? Um intestino com DISBIOSE não é capaz de absorver de forma controlada e seletiva alimentos, medicamentos e suplementos nutricionais. Portanto para melhorar a saúde do seu intestino é necessário estimular o crescimento das bactérias boas, para que as mesmas estejam em vantagem sobre as ruins. Para isso seu nutricionista pode prescrever o uso de probióticos e prebióticos caso constate que seja necessário no seu caso.

DICAS:

Comece aumentando a ingestão de frutas, verduras, legumes, cereais integrais. Entre as fibras PREBIÓTICAS estão a FARINHA DE BANANA VERDE e o PSYLLIUM

FARINHA DE BANANA VERDE: Contém amido resistente, melhora o trânsito intestinal, prevenindo obstipação e diarreia, alimenta as bactérias probióticas; Auxilia na Diabetes por reduzir os picos de açúcar no sangue; Atua na perda de peso, oferecendo maior saciedade e controle de colesterol;

PSYLLIUM: Alivia a constipação, melhora o funcionamento intestinal. Auxilia no emagrecimento, sua ingestão antes das refeições favorece a um aumento na sensação de saciedade.

Teu alimento é o teu remédio!

Hipócrates

Comentários

comments

Related Posts