O que não pode faltar na sua alimentação diária?

Por Nutri Marina Medeiros

As verduras e os legumes são imprescindíveis para o equilíbrio nutricional da nossa dieta, fornecendo vários nutrientes em meio a tantas calorias vazias que o mundo consome. Na montagem do prato devem ocupar metade dele, no almoço e também no jantar.
As hortaliças, que são definidas por “planta herbácea da qual uma ou mais partes são utilizadas como alimento na sua forma natural”, são fontes de vitaminas, minerais, fibras, e compostos bioativos, além de apresentarem um grande percentual de água, baixo conteúdo de carboidratos e poucas calorias. Motivos suficientes para ocupar um lugar privilegiado numa alimentação saudável.

As saladas devem ser consumidas também durante a gravidez e amamentação, e o hábito sendo continuado irá influenciar os filhos para que tenham esse costume desde a infância para a toda a vida adulta.

Além de serem consumidas na alimentação diária e terem importante efeito preventivo de doenças crônicas, nos casos de doenças já instaladas as verduras e os legumes terão funções específicas, por exemplo, para ajudar na saciedade e no controle alimentar devido ao excesso de peso; Na contribuição com o mineral potássio na hipertensão; As fibras auxiliando nos casos de constipação intestinal, e também no tratamento de diabetes, por conterem baixo teor de açúcar e de carboidratos.

Por causa das suas características nutricionais podem ser consumidas em grande quantidade e variedade. Um prato por dia é pouco, melhora se consumirmos dois, e de preferência acrescentando em lanches e outras preparações. A sua preparação é simples, algumas exigem uma boa lavagem, outras podem ser raladas, cozidas no vapor de outro alimento, e temperadas de diversas formas. O ideal é variar o tipo de hortaliça conforme a estação do ano, o que melhora o sabor e também o preço das saladas.

O azeite de oliva extra-virgem forma o par perfeito com os vegetais. As plantas aromáticas, como hortelã, alecrim e manjericão são bons ingredientes para o tempero. Dependendo da receita, frutas também podem ser adicionadas, adicionando cor e muito sabor. O sal, embora muito usado nas saladas não é necessário, e embora fique saborosa adicionar muitos outros alimentos na receita pode fazer de um prato de salada, um prato principal com mais quantidade de carboidratos (se tiver croutons, batatas, massa), de proteína (carnes, frango, cogumelos), e de gordura (se tiver queijos e molhos).

A dica que fica é: Dê a devida importância que as saladas tem na sua alimentação. Não deixe de consumir porque é frio, ou não tem tempo de preparar, pois são inúmeras as opções e variedades. Podemos optar pelos vegetais cozidos, adicionados em refogados, omeletes, e até em sucos. Experimente mais, permita-se e reserve pelo menos metade do seu prato para esses alimentos tão nutritivos!

Comentários

comments

Related Posts