Grandes diretores: Márcio Abreu

Voltei esse mês a fazer a série grandes diretores brasileiros. Muitos espectadores de teatro (e mesmo integrantes da classe artística), desconhecem muitas vezes os grandes nomes que fomentaram e fomentam atualmente a cena teatral brasileiro.

marcio abreu post 2

Hoje irei abordar a trajetória de Márcio Abreu,  ator, diretor e dramaturgo, natural do Rio de Janeiro e tem a sua formação pela EITALC (Escola Internacional de Teatro da América Latina e Caribe). No início dos anos 90 fundou o Grupo de Resistência de Teatro, com o qual atuou durante seis anos, criando e atuando em espetáculos relevantes na cena local e nacional, como o Paredes de Vento, premiado em diversos festivais pelo país.

espetaculo krum

Espetáculo Krum, com Renata Sorrah no elenco

Nos anos 2000, fundou aquele que é um dos mais importantes grupos de teatro do Brasil: a Companhia Brasileira de Teatro. Inúmeros espetáculos de renome fazem parte do repertório da companhia, a maioria com direção de Márcio Abreu. Eu tive a oportunidade de assistir 3 peças: Oxigênio, uma crítica atual e impactante sobre a efervescência dos sentimentos humanos e da era moderna, Vida, uma nostalgia e reflexão profunda de um grupo de músicos e Krum, com a grande Renata Sorrah no elenco, numa trama truncada sobre relacionamentos de um grupo de amigos ao longo do tempo. Márcio Abreu é com certeza um dos maiores expoentes da direção teatral do país.

Oxigenio_Foto Alessandra Haro_09

Oxigênio, com Rodrigo Bolzan no elenco

Comentários

comments

Related Posts