DentroFora: talento e sofisticação em uma releitura de Paul Auster

Uma das principais características de trabalhar como produtor de teatro é a correria. Falta de tempo, projetos e horários loucos não-convencionais. Isso faz com que muitas vezes eu acabe perdendo de assistir várias peças. DentroFora, espetáculo dirigido por Carlos Ramiro Fensterseifer, e inspirado na obra Hide and Seek, de Paul Auster, é um exemplo daquelas peças que estão há anos na agenda e que por algum motivo eu nunca conseguia assistir.

Finalmente, 8 anos após sua estréia e cumprindo turnês em 16 estados brasileiros, a espera acabou. A peça é da companhia In.Co.Mo.Da.Te, que reúne alguns dos trabalhos mais prestigiados atualmente no teatro gaúcho como Mamãe Foi Pro Alaska (2009) e A Vida Dele (2014).

Em DentroFora, um homem e uma mulher se encontram presos em duas caixas, cada um em uma. Apesar de dialogarem, eles não se enxergam e concluem ser essa a melhor forma de sobrevivência. Essa situação emite uma atmosfera de imobilidade e claustrofobia, pois enaltece a irrelevância do ser humano peante valores pré-estabelecidos pela sociedade. O texto é imponente, com reflexões ácidas e essenciais sobre convívio humano, solidão e censura, mas o mérito é exatamente esse: mostrar a descrença do raciocínio versus uma cultura predatória e conservadora, extremamente atual nos dias de hoje.

Crédito: Alex Ramirez

A direção de Carlos Ramiro é de uma eficiência ímpar, o cenário de Élcio Rossini belíssimo, figurinos exuberantes e sofisticados de Rodrigo Nahas Fagundes, iluminação de Cláudia de Bem (que mescla com maestria momentos contemplativos com embate entre os personagens), trilha sonora refinada e precisa de Álvaro Rosa Costa. Mas o mérito maior reside nas atuações: como em qualquer espetáculo que trabalha com teatro do absurdo, é fundamental excelentes intérpretes. E aí impera a magnitude de Liane Venturella e Nelson Diniz. Timing perfeito, pausas e nuances em desempenhos extraordinários. DentroFora é um clássico essencial no teatro gaúcho e brasileiro.

FICHA TÉCNICA

Direção: Carlos Ramiro Fensterseifer
Elenco: Liane Venturella e Nelson Diniz
Cenografia: Élcio Rossini
Figurino: Rodrigo Nahas Fagundes
Iluminação: Cláudia de Bem
Trilha sonora: Álvaro Rosa Costa

O GRUPO:

A In.Co.Mo.Da.Te é um dos mais ativos e premiados grupos de teatro gaúchos. A estreia da trupe foi com Mamãe foi pro Alaska (2007), livre adaptação do texto True West, de Sam Shepard, com direção de Ramiro Silveira. Na seqüência, a companhia encenou a trilogia Da Mão para a Boca, inspirada na obra de Paul Auster: O Gordo e o Magro vão para o céu (2008), DentroFora (2009) e A Vida Dele (2014). No ano passado,  o grupo produziu Movimentos sobre Rodas Paradas, texto de Nelson Diniz.

Crédito: Alex Ramirez

Comentários

comments

Related Posts