Testamos: Neutrogena Deep Clean Limpeza Profunda

Verão. Excesso de protetor solar, cremes pré e pós sol, hidratantes, maquiagem… Isso tudo, fora toda a alteração gastronômica que o litoral, principal destino dos viajantes nessa época do ano, reserva para a nossa pele.

Nisso, sem dúvidas a necessidade de um bom sabonete para o rosto.

Neutrogena-deep-clean-sabao-barra-laranja (2)

O que compreender como um bom sabonete? 

Um bom sabonete é aquele que remove a oleosidade excessiva, retira as impurezas que favorecem o aparecimento de cravos e espinhas, não tem nenhuma reação na pele (como vermelhidão, sensibilidade ou bolinas sem alteração de cor na pele) e, de quebra, ainda dá um brilho natural de pele saudável.

Além dos sabonetes especiais, temos habitualmente sabonetes leitosos e glicerinados. Os leitosos são menos agressivos (no sentido de menos erosivos) para a pele. Ou seja, peles muito oleosas, que parecem criar uma película sobre a pele, devem apostar em sabonetes mais glicerinados.

Neutrogena-deep-clean-sabao-barra-laranja (4)Diante de uma infinidade de produtos, estamos testando, um a um, o que usar nessa época do ano – ou até o que adotar para o ano inteiro!

O Neutrogena Deep Clean Limpeza Profunda em barra promete, como o nome diz, uma limpeza mais aprofundada. Apesar das críticas excelentes, o uso não correspondeu em nada às expectativas. O visual glicerinado laranja (lindo!) dá uma impressão real: de um sabonete glicerinado. Não passa em nada disso em resultados. Na hora do uso, dá aquela impressão de secura da pele, como se removida toda a oleosidade, que dá um barulhinho quando esfrega com a mão, mas no resultado oficial, cotidiano, não dá grandes ajudas à zona T facial.

Pode ser uma boa opção para quem tem zonas oleosas pelo corpo, mas quem busca resultados imediatos não deve apostar nesse produto. Uma pena.

*Ainda não testamos a versão líquida do mesmo.

Neutrogena-deep-clean-sabao-barra-laranja (3)

Comentários

comentarios

Related Posts