Oscar 2014: Catherine Martin para “O Grande Gatsby” concorre a melhor figurino

O filme “O Grande Gatsby” dirigido pelo diretor Baz Luhrmann é um dos favoritos para receber a estatueta de melhor figurino no Oscar 2014. A australiana Catherine Martin, esposa de Luhrman, juntamente com a grife Miuccia Prada, criou o guarda-roupa exuberante das personagens do filme que se passa na louca década de 20.

Catherine Martin

Catherine Martin

As peças são ricamente elaboradas, foram utilizados tecidos finos como seda e veludo, bordados com aplicações em cristais, rendas e é claro, muito brilho. A revista VOGUE americana realizou um editorial com Carey Mulligan vestindo alguns dos modelos criados para o filme em Maio de 2013. Houve quem criticasse a suntuosidade da produção, pois até mesmo as jóias utilizadas no filme saíram de uma coleção exclusiva criada pela Tiffany. Carey Mulligan (a amada Daisy Buchanan de Gatsby) foi escoltada no set de filmagem por causa dos diamantes que precisou usar em seu figurino.

Catherine-Martin-Oscar-2014-figurino-Grande-Gatsby-Great (1)Catherine-Martin-Oscar-2014-figurino-Grande-Gatsby-Great (3)

Os figurinos foram inspirados em coleções antigas da Prada e da Miu Miu. No entanto, Martin conferiu um toque mais moderno às vestimentas, não deixando os looks revelassem o espírito da época de uma maneira escrachada. O bom gosto esteve presente na construção de todas as vestimentas com as quais os atores aparecem no filme.

croqui-figurino-grande-great-gatsby-oscar-2014 (2)

Outra curiosidade sobre o figurino de “O Grande Gatsby” é que os ternos dos personagens foram criados pela mesma fabricante dos ternos de Fitzgerald, o autor da novela na qual o filme foi inspirado. A Brook Brothers é uma antiga fabricante de roupas masculinas que surgiu nos Estados Unidos em 1818, e segundo Catherine Martin, o escritor vestia ternos da marca nos anos 20.

Catherine-Martin-Oscar-2014-figurino-Grande-Gatsby-Great (4)croqui-figurino-grande-great-gatsby-oscar-2014 (1)

Com tanto trabalho artístico e busca de importantes e antigas fontes para representar as personagens de acordo com a época, pode-se dizer que o resultado foi impecável, apesar de todo o luxo envolvido na produção. Para muitos críticos, há exagero de purpurina no longa – metragem, mas no que se refere ao figurino, a representação da Era do Jazz, da modernidade e da liberdade está perfeitamente em evidência nos figurinos construídos tendo como base a História, obviamente, e a parceria entre a arte e a moda de Catherine Martin e Miuccia Prada. Para quem assistiu ao filme, não é à toa que Martin é uma das prediletas para levar o grande prêmio por Costume Design esse ano.

Comentários

comentarios

Related Posts